NOTÍCIAS

EXPOSIÇÃO ITINERANTE DO CENTRO DE ESTUDOS REGIANOS
“O QUE FOI A PRESENÇA? UMA LEITURA A 90 ANOS DE DISTÂNCIA”.

Integrando a comemoração do 90.º Aniversário da Revista Presença, temos o prazer de informar que está patente até 30 de outubro, na Biblioteca da Faculdade de Letras do Porto, a Exposição Itinerante intitulada “O que foi a presença? uma leitura a 90 anos de distância”.

 

                         painel 0                          painel 4

 


Workshops de Escrita Criativa.

O CER – Centro de Estudos Regianos, como associação sem fins lucrativos,
está a desenvolver um conjunto de diversas actividades no âmbito da obra
literária do escritor vila- condense José Régio e nesse sentido, vai dar inicio
a sessões de Workshops de Escrita Criativa.

 


Chamada para entrega e publicação na revista Estudos Regianos
dos trabalhos relativos ao  CONGRESSO INTERNACIONAL sobre
REVISTA PRESENÇA: 90 ANOS DEPOIS,
realizado no Anfiteatro III da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa,
em 9 e 10 de maio de 2017.

Organização

CER – Centro de Estudos Regianos
CLEPUL – Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias

007


FEIRA DO LIVRO REGIANO – 2017

 

EDIÇÕES CER

– Boletim/Revista Estudos Regianos
números individuais  (a partir do n.º 2)  –  5€
números duplos –  10€

– Catálogos de exposições  – desconto de 15% sobre o preço.

– Monografias  –  desconto de 20% sobre o preço.

– As Encruzilhadas de Deus (edição facsimilada)  desconto de 15% sobre o preço.

OUTRAS EDIÇÕES
(Restos de Coleções doadas) – desconto de 25% sobre o preço.

INCM
– Coleção José Régio Obra Completa ( Poesia; Prosa de Ficção; Teatro; Ensaio; Correspondência; Memórias)
– Correspondência Alvaro Ribeiro/José Régio  e Vitorino Nemésio/José Régio  15€
– Correspondência Jorge de Sena/José Régio, 15€ 

Circulo de Leitores
– Coleção José Régio Obras Escolhidas ( Volumes avulsos )

Quasi Edições
– Poemas de Deus e do Diabo (2002)
– Antologia Poética Não vou por aí (2000)
– Antologia Poética Cântico Negro (2005)

Instituto Camões  
– Eugénio Lisboa, No Eça nem com uma flor se toca – Eça visto por Régio (2002)

Brasília Editora
– Poemas de Deus e do Diabo (9.ª edição, 1978)
– As Encruzilhadas de Deus (7.ª edição, 1981)
– Pequena História da Moderna Poesia Portuguesa (3.ª edição, 1974)
– Fado (5.ª edição, 1984)  15€

Edição C.C.O./C.M. Guarda
– Manuel Poppe, José Régio – Felizmente um Homem de Província (2002)

Edição Especial Teatro S. Luiz,
– A Salvação do Mundo, novembro, 1971   18€

CONTACTE-NOS!                        


EXPOSIÇÃO ITINERANTE DO CENTRO DE ESTUDOS REGIANOS

“O QUE FOI A PRESENÇA? UMA LEITURA A 90 ANOS DE DISTÂNCIA”.

Integrando a comemoração do 90.º Aniversário da Revista Presença, temos o prazer de informar que está patente até 13 de outubro, no Auditório Municipal, em Vila do Conde, a Exposição
Itinerante intitulada “O que foi a presença? uma leitura a 90 anos de distância”.

Aguardamos a sua visita!
Entrada Livre

painel 0                                painel 4

 


 

JOSÉ RÉGIO: PERCURSOS E DISCURSOS DE UMA VIDA – Itinerário Fotobiográfico da autoria de Isabel Cadete Novais.
Trata-se de uma obra vivencial que procura registar os momentos mais significativos da vida e da obra de um dos maiores escritores portugueses do séc. XX – José Régio.
Um excelente trabalho realizado por esta investigadora regiana.
A apresentação estará a cargo de Teresa Martins Marques, no próximo dia 15 de Setembro, pelas 21 horas no Auditório Municipal de Vila do Conde.
Entrada Livre

0001 (4)

 


O CER – Centro de Estudos Regianos

deseja a todos uma excelente noite de S. Pedro!

18952706_1690979737596752_1378288763903443269_n

O CER – Centro de Estudos Regianos

deseja a todos uma excelente noite de São João!

18953545_1690980094263383_8845623852829893209_o        18955029_1690979910930068_6456410335182894378_o

 fontes.joao

 

SJoão_01

 


Portugal de Todo o Mundo

Meus avós, que o mar levou,
Rasgaram águas sem fim.
Neto sou de quem n-o sou!
Se canto, é que o mar que entrou
Faz ondas dentro de mim…
Meus versos, conto-os a dedo,
Sílaba a sílaba, atento,
Sentadinho à mesa, e quedo,
Com braseira aos pés, com medo
Da noite fora e do vento…
Mas crispam-se-me os sentidos,
Dá-me a noite, ou o céu, nos olhos,                         Untitled-3
Zune-me o vento aos ouvidos,
E em vez de versos medidos
Meus dedos palpam escolhos…
Ai, que improfícuo trabalho
Medir meus versos bem feitos!
Que valem só, e eu só valho,
Porque os desmede o espantalho
Do mar que me dá nos peitos.
Queixas de longe, da História
Trágico-Marítima, ainda
Choram na minha memória,
E me obsidiam da inglória
Lamentação que não finda…
Mortos, morrei! afogados,
Acabai de vos sumir!
Afundai-os, mares coalhados!
Ondas, abafai seus brados!,
Que eu quero poder dormir…
(…)
José Régio, “Portugal de Todo o Mundo” in Fado, 2.ª edição,
Lisboa: Portugália Editora, 1957 (excerto).

 


Feira1

                         Feira_ed CER

                      Feira_outras ed


Por ocasião do aniversário natalício da mãe de José Régio

6 de Junho

Régio com125-2

«Todos me vão morrendo…

Todos me vão morrendo, — todos que eram a árvore de que fui um dos  ramos
Cada um que partiu me levou um pedaço vivo da alma.
E agora, partiu Quem amei sobre todas as pessoas do mundo.
Já sou um ramo partido que apodrece no chão.
Dizem-me: «Ainda tens os teus amigos…»
Dos meus amigos, seguiu cada qual o seu caminho.
Bem poucos o seguiram sem me afastarem de si; ou os afastar eu de mim.
Mas eu sabia-o! Eles é que não podiam ou não queriam sabê-lo.
Por isso fui eu o acusado de baixar a cortina do silêncio…
Vivo muitos dias como se estivesse morto, com a consciência disso.
Mas não tenho ainda as árvores, as pedras, os montes, as flores, os animais, as crianças…?
E às vezes, a minha imensa esperança de Ti, meu Deus desconhecido!
É pouco?! Não é pouco, não: é muito! Eu é que ainda o não sei avaliar senão raramente.
Ainda preciso de perder mais para ter o que tenho.

          in José Régio, Colheita da Tarde


ACABA DE SAIR O NÚMERO COMEMORATIVO DA REVISTA ESTUDOS REGIANOS

 

file-page1


EXPOSIÇÃO ITINERANTE DO CENTRO DE ESTUDOS REGIANOS

Integrando as comemorações do 25 de abril,
temos o prazer de informar que vai estar patente até ao próximo dia 29, na Galeria do Auditório Municipal, a Exposição Itinerante intitulada

A Acção Repressiva do Estado Novo na Vida e na Obra de José Régio

Edição CER

Aguardamos a sua visita
Entrada Livre


Exposição Itinerante na FLUL

Temos o prazer de informar que de 13 a 28 de Fevereiro vai estar patente na
Biblioteca da Faculdade de Letras de Lisboa a Exposição Itinerante intitulada

A Acção Repressiva do Estado Novo na Vida e na Obra de José Régio

edição CER


 2017

  Comemorações dos  20 anos do

CENTRO DE ESTUDOS REGIANOS

Integrada nas comemorações do 20.º Aniversário, decorrerá, ao longo do ano, uma FEIRA DO LIVRO REGIANO.

Visite neste site a página EVENTOS.


       

MAIS UMA EDIÇÃO DO CER

ESP

Sob a chancela do Centro de Estudos Regianos, acaba de ser publicada a monografia José Régio: versos esparsos e inacabados, da autoria do investigador e filólogo italiano Enrico Martines, com prefácio do Professor Doutor Ivo Castro. Trata-se de um estudo exaustivo de dois conjuntos de composições poéticas (umas publicadas esparsamente, outras inacabadas), em que é dada ao leitor a possibilidade de conhecer as várias fases da elaboração da escrita poética de Régio e refletir sobre as motivações que, por vezes, levaram o autor a alterar, tanto e tão profusamente, os seus textos. Se não bastasse, só por si, o rigor metodológico e filológico para justificar a leitura deste estudo, um outro elemento apelativo suscita a curiosidade e a atenção do leitor comum e em particular do estudioso da obra regiana – o lado oculto da sua produção literária.

ISBN: 978-989-96471-3-8
Tiragem: 500 exemplares;
Preço unitário: 18 € 

error: Conteúdos protegidos por direitos de autor!!